maio 23 2018 0comment

Qual será a velocidade da retomada do crescimento econômico brasileiro?

O momento mais crítico da crise econômica que o País vem enfrentando já passou, mas qual será a velocidade da retomada do crescimento? Esta foi a questão levantada pelo vice-presidente de Banco de Dados do Sinduscon-PR, Marcos Kahtalian, durante apresentação sobre o panorama do mercado nacional e da produção imobiliária em Curitiba, em reunião de associados, no dia 14 de maio.

“Há quem acredita que será mais rápida, outros pensam que será mais lenta, mas de qualquer forma, todos estamos falando em recuperação, visto que muitos setores produtivos já estão dando sinais positivos de retomada, especialmente no primeiro trimestre deste ano”, diz.

A crise começou no segundo trimestre de 2014, junto com a Copa do Mundo do Brasil e durou 4 anos. “Estamos indo para uma nova Copa e só agora estamos começando a nos recuperar, porque a crise realmente foi grave na economia como um todo. No ano passado o PIB já fechou positivo (+1%) e a projeção do Banco Bradesco é de o País crescer na ordem de 2,5% em 2018”, diz.

Na Construção civil, o PIB vem em queda desde 2014 mas apresentou sinais de recuperação em 2017. “A notícia boa é que a expectativa para 2018 e para os próximos três anos é de crescimento, o que é muito positivo, pois se espalha pelo mercado como um todo”, reforça.

Na sua avaliação, a recuperação será lenta não por conta das eleições, como muitos têm comentado. “O que pesa muito mais na recuperação da economia é a baixa geração de empregos, porque o que puxa a economia para cima é o consumo, vetor que está diretamente relacionado ao emprego. Isso é o que mais dói na recessão, a falta de novas vagas de trabalho”, diz, acrescentando que no BR a taxa de desemprego é de 13%, enquanto que no PR é 8,5%.

O que puxou um pouco a recuperação em 2017 é o fato de que o rendimento real do salário começou a melhorar e as pessoas passaram a ter um pouco mais de recursos para investir. “Isso graças à queda da inflação, que caiu abaixo da meta, gerando mais renda real e consequentemente aumentando o consumo”, explica.

Confira abaixo os dados completos apresentados por Marcos Kahtalian, como crédito imobiliário, lançamentos, oferta e demais números que compõe a análise de mercado nacional e estadual.

Fotos: Valterci

Baixe o PDF da palestra

Palestra Marcos Kahtalian

Write a Reply or Comment